Quatro pessoas foram presas portando armas e munições ilegalmente em estradas do Paraná, na noite deste sábado (19). Apreendidos durante duas abordagens quase simultâneas da Polícia Rodoviária Federal (PRF), os envolvidos nas ocorrências vinham do Paraguai e tinham um mesmo destino: cidades de Santa Catarina.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias de hoje sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

A primeira abordagem aconteceu na BR-277, próximo a um posto da PRF, no município de Santa Terezinha de Itaipu, perto de Foz do Iguaçu, onde um homem de aproximadamente 60 anos – que estava a bordo de um ônibus de linha procedente da cidade de Assunção, no país vizinho – foi pego levando 1.250 munições para armas de calibre .32; 525 para armas de calibre .38; 300 para calibre 6.35 mm; e 150 para calibre .22. O material estava escondido sob o corpo, vestes e bagagens do passageiro que, ao ser apreendido, afirmou que tinha objetivo de vender as munições em Florianópolis (SC), para onde seguia o coletivo.

A segundo apreensão aconteceu também na BR-277, na altura do município de Céu Azul, onde num veículo ocupado por três pessoas (um homem e duas mulheres) foram encontradas duas pistolas calibre 9 milímetros, ambas ocultas no compartimento do motor, sob um filtro de ar. Quando questionados sobre o destino do armamento, eles afirmaram que estavam levando para a cidade de Balneário Camboriú (SC).

Presos em flagrante, todos os envolvidos foram encaminhados à delegacias nos municípios de Santa Terezinha de Itaipu e Matelândia, acusados pelo crime de comércio ilegal de armas de fogo. Caso condenados, os suspeitos poderão sofrer penas que vão de quatro a oito anos de prisão.

‘Pancadaria’ no Batel termina com jovem morto a tiros