Valdomiro Cubas, de 55 anos, foi preso na tarde da última segunda-feira suspeito de comercializar armamento pesado para traficantes de Curitiba e Região Metropolitana. A prisão em flagrante aconteceu em uma chácara de São José dos Pinhais e foi realizada pela Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc).

Segundo a delegada Camila Cecconelo, no momento em que foi detido o homem portava nove armas, entre espingardas e revólveres. Além disso, ele possuía 650 cartuchos deflagrados, 560 munições de diversos calibres e dois silenciadores de pistola.

Foto: Giuliano Gomes
Delega conta que Valdomiro portava nove armas, 650 cartuchos e 560 munições. Foto: Giuliano Gomes

“Nós recebemos algumas denúncias afirmando que o Valdomiro vendia armas para traficantes. Fomos até o local e, assim que chegamos à residência, ele saiu portando duas espingardas. Neste momento já fizemos a prisão em flagrante e, durante a revista, percebemos que ele também carregava na cintura uma pistola calibre 40”, disse.

Um adolescente, de apenas 14 anos, que estava na chácara, tentou fugir com diversas munições de calibre 380. “Vimos que o adolescente fugiu portando um pacotinho com várias munições de calibre 380, então ele também foi capturado pelos policiais”, informou a delegada.

Segundo ela, tudo indica que o garoto auxiliava o homem na venda do armamento. “Analisando o celular desse adolescente vimos que diversas pessoas pediam armas e munições pra ele e negociavam o preço por ali”.

Foto: Giuliano Gomes
Foto: Giuliano Gomes

Além da venda de armas, o homem também possuía uma oficina na qual ele confeccionava silenciadores e outros equipamentos. Agora, ele responde por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, enquanto o garoto foi encaminhado ao Centro de Socioeducação (Cense).

Vídeo

Veja a entrevista com a delegada Camila Cecconello: