Suspeito de praticar atos libidinosos dentro do transporte coletivo, um homem de 39 anos foi preso por guardas municipais na manhã desta quarta-feira (12), em Curitiba. De acordo com os guardas que atenderam a ocorrência, uma mulher de 23 anos estava dentro do Ligeirão Santa Cândida-Praça do Japão quando sentiu o homem esfregando o órgão genital nela. Ele foi preso e encaminhado à Delegacia da Mulher.

Casos se repetem

Esta foi a 63ª ocorrência relacionada à importunação sexual em ônibus atendida pela Guarda Municipal desde o início do ano. Um levantamento da corporação aponta que, além do caso desta quarta-feira, foram registrados 21 atos obscenos, oito por conduta inconveniente, seis por importunação ofensiva ao pudor e 27 por importunação sexual.

Deste total, 13 casos ocorreram nos meses de outubro, novembro e dezembro, após a mudança que tornou a lei federal sobre o assunto mais rigorosa. Até então, a prática era considerada apenas contravenção. Desde o dia 24 de setembro, a importunação sexual é crime com pena de até cinco anos de prisão.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Homem é detido após tentar olhar por baixo de vestido de mulher em ônibus