A Coordenadoria Estadual Antidrogas (Cead), da Secretaria da Justiça e da Cidadania, anunciou o lançamento da campanha ?Quem ama cuida e se cuida?, para a prevenção ao uso abusivo de drogas lícitas e ilícitas em todo o Paraná. O objetivo desta campanha foi explicado aos participantes do II Encontro da Associação Paranaense de Psicologia e Dependência Química, pela coordenadora Cleuza Canan. A abertura do evento contou com a participação do secretário da Justiça, Aldo Parzianello.

A Secretaria pretende envolver representantes de entidades, empresas e setores da sociedade civil para fortalecer as ações de prevenção ao uso de droga. O lançamento oficial da campanha será na Semana Estadual de Prevenção ao Uso Indevido de Drogas (Previda), de 24 de junho a 1.º de julho. ?O governo estadual está buscando programas e ações efetivos para a prevenção e combate às drogas no Paraná?, disse Parzianello.

Neste fim de semana, a Brasil Telecom, que firmou parceria com a Secretaria, enviou mensagens para seus clientes de celulares GSM, com mensagens informativas sobre estatísticas de uso abusivo de álcool. Outro termo de cooperação estabelecido pela Secretaria, foi com a Unimed Paraná. A meta desses acordos é informar o maior número de pessoas possível sobre os riscos do uso de entorpecentes, principalmente o álcool.

A Coodenadoria promove cursos, palestras e seminários e elabora material sobre o assunto, enquanto as empresas parceiras implantam no seu quadro funcional um grupo voluntário para promover a divulgação desses dados. ?É um trabalho de responsabilidade social?, afirmou Parzianello.

Políticas Públicas

Psicóloga especialista na área de dependência química, Cleuza esclarece que as ações da Coordenadoria visam à implantação de políticas públicas, para conscientização da sociedade sobre os problemas das drogas. ?Estudos revelam que o uso abusivo do álcool acarreta uma série de problemas sociais e compromete o sistema de segurança pública?, analisou a coordenadora.

Com a campanha ?Quem ama cuida e se cuida?, Cleuza pretende promover a participação da sociedade para a implantação da Prevenção Comunitária. Com este projeto, municípios adotariam programas preventivos, regulamentariam a comercialização e pontos de venda de bebidas alcoólicas, entre ouras medidas para reduzir a oferta do produto.

Por meio de decreto governamental, ficou estabelecido que, a partir do segundo semestre deste ano, todas as instituições de ensino superior e escolas públicas do Estado, de ensino fundamental e médio, adotem a disciplina de Cidadania Plena em seu currículo, com conteúdo sobre drogas. A proposta foi apresentada pela Secretaria da Justiça, em estudo conjunto com as secretarias da Educação, Saúde, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.