As duas Câmaras do Parlamento russo aprovaram por unanimidade duras críticas ao governo dos Estados Unidos por sua "grosseira interferência" na política interna do país. Os parlamentares reagiam à divulgação na semana passada de um documento do Departamento de Estado americano, "Apoiando os Direitos Humanos e a Democracia: O Histórico dos EUA em 2006", em que foi detalhada a ajuda financeira concedida pelo governo Bush a organizações não-governamentais e meios de comunicação russos para ajudar a promover eleições livres e justas.

Numa declaração aprovada hoje por 423 votos a zero na Duma Estatal, a Câmara Baixa expressou "preocupação com as crescentes tentativas sem precedente dos Estados Unidos de interferirem no processo político da Federação Russa". A Câmara Alta do Parlamento, ou o Conselho da Federação, aprovou declaração semelhante por 139 votos a zero, com uma abstenção.