Alvo de piadas e de críticas de torcedores, Rubens Barrichello foi eleito na noite de ontem (20) o piloto brasileiro da década, na premiação "Capacete de Ouro", que é organizada pela revista especializada em automobilismo Racing. Ele foi apontado como vencedor por uma comissão de 70 jornalistas, numa lista de 30 concorrentes.

O prêmio "Piloto da década" foi criado especialmente neste ano, para comemorar a 10ª edição do "Capacete de Ouro", que já virou tradição no automobilismo brasileiro. Assim, serviu para escolher o melhor do País de 1996 até hoje.

Maior campeão da Stock Car, Ingo Hoffman foi o grande adversário de Rubinho na premiação. Mas o piloto da Fórmula 1 levou a melhor na votação. Nesse período, ele conseguiu dois vice-campeonatos mundiais na F1, em 2002 e 2004, ambos com a Ferrari.

Em compensação, Rubinho perdeu a disputa em sua categoria, de melhor piloto de Fórmula 1, para Felipe Massa, que venceu o GP do Brasil deste ano.