Alberto / O Estado

Alberto / O Estado

Outras regiões também podem
sofrer com a falta de água

O rodízio no abastecimento de água, anunciado pela Sanepar no início desta semana, tem início nesta sexta-feira. Ficam sem água 209.486 pessoas, que pertencem ao Grupo 1. Neste grupo estão incluídos, totalmente, o bairro Rebouças, e parcialmente Abranches, Água Verde, Alto da Quinze, Batel, Bigorrilho, Bom Retiro, Campina do Siqueira, Centro, Cristo Rei, Hugo Lange, Jardim Botânico, Juvevê, Mercês, Parolin, Pilarzinho, Prado Velho, São Lourenço, Seminário, Vista Alegre.

Os moradores dos bairros que constam em mais de um dos sete grupos têm várias opções para descobrir o grupo a que pertencem. A informação pode ser obtida no escritório de atendimento ao público – localizado na Travessa Alfredo Bufren, n.º 325, em frente à Praça Santos Andrade -, nos escritórios da Sanepar nas Ruas da Cidadania, pelo site da Sanepar (www.sanepar.com.br – entre com o número da matrícula no campo Consulta Rodízio e pressione OK), ou pelo telefone 115. Em qualquer sistema de busca de informação é necessário informar o número da matrícula. O usuário pode, ainda, observar quando o abastecimento foi interrompido para confirmar o seu dia fixo da semana. ?Em uma semana todos já saberão em qual grupo o seu imóvel está incluído?, explica o gerente da Sanepar para Curitiba e Região Metropolitana, Antonio Carlos Gerardi.

A interrupção no abastecimento começará sempre às 14 horas. A água começa a voltar às 16 horas do dia seguinte. O horário máximo previsto para a regularização do fornecimento em todas as regiões deste grupo será às 22 horas.

A Sanepar reitera que é necessário continuar economizando água tratada, pois os reservatórios formados pelas barragens do Iraí e do Piraquara I continuam caindo e não há previsão de chuva em volume suficiente para recompor o estoque de água.

Outras regiões

Gerardi esclarece que, eventualmente, outras regiões além das especificadas em cada grupo poderão sofrer falta de água. É que os serviços de manutenção emergencial continuarão a ser executados, independentemente do rodízio. A interrupção no abastecimento, por este motivo, afeta áreas menores e por curto período de duração. A população continuará a ser avisada por meio de notas de Utilidade Pública enviadas à imprensa com antecedência.

Não estão incluídos no rodízio os bairros atendidos pelo Sistema Passaúna. São eles: Augusta, Butiatuvinha, Campo Comprido, Campo de Santana, Cascatinha, Caximba, Cidade Industrial, Ganchinho, Mossunguê, Orleans, Riviera, Santa Felicidade, Santo Inácio, São Braz, São João, São Miguel, Tatuquara, Umbará e parte da Fazendinha, do Capão Raso, do Pinheirinho e do Sítio Cercado. Também não entram no sistema de rodízio os municípios de Araucária, Bocaiúva do Sul, Campo Largo, Campo Magro e Fazenda Rio Grande. Parcialmente serão afetados os municípios de Almirante Tamandaré, Colombo, Campina Grande do Sul, São José dos Pinhais e Quatro Barras.