A reforma da Previdência _promulgada em dezembro de 1998_ já elevou a idade média do trabalhador que se aposenta e passa a receber mensalmente um benefício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Levantamento feito pela Previdência mostra que em 1998, a idade média de concessão da aposentadoria era de 48,9 anos. Um ano depois da reforma, em 1999, a média havia subido para 51,8 anos.

Os últimos números da Previdência mostram que a idade média da concessão da aposentadoria havia subido para 54,1 anos em 2001, ou seja, um aumento de 5,2 anos na média etária da aposentadoria por tempo de contribuição em relação a 1998.

No entanto, a Previdência ainda considera alta a idade média da concessão da aposentadoria no Brasil. O ministério toma por base de comparação a europa e os Estados Unidos, onde a aposentadoria é concedida com a idade mínima de 60 anos.

O ministro da Previdência, José Cechin, sugere que o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tome iniciativas para elevar a idade mínima para a aposentadoria. “”Mesmo com a reforma da Previdência, ainda existem pessoas se aposentado com 53 anos de idade. É preciso estimular essas pessoas a contribuírem por mais tempo para a Previdência”, disse Cechin.

Segundo ele, o principal problema do futuro presidente na área previdenciária será o aumento do tempo de sobrevida da população brasileira. “”A população brasileira está envelhecendo rapidamente e vivendo por mais tempo. E não existe uma contrapartida na mesma proporção de novas pessoas entrando para o regime de contribuição. Esse problema, se não for contornado, agravará o problema do déficit previdenciário.”