Os reajustes salariais negociados em 2003 entre sindicatos de trabalhadores e empresas foram os piores dos últimos sete anos. De cada dez acordos fechados no ano passado, quase seis não repuseram as perdas causadas pela inflação nos salários.

Foi o pior resultado obtido desde 1996, quando a pesquisa do Dieese (Departamento Intersindical de Estudos Sócio-Econômicos) sobre negociações salariais começou a ser feita. O segundo pior desempenho ocorreu em 1999, quando 50,3% das negociações salariais ficaram abaixo do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

No ano passado, 57,7% dos acordos salariais tiveram reajustes menores que a inflação. Só 22,7% conseguiram repor a inflação. Outros 19,6% tiveram reajustes superiores ao INPC. (FolhaNews)