A direção do PT em São Paulo pretende promover um ato na próxima sexta-feira contra a virtual candidatura do prefeito José Serra ao governo paulista. Antes mesmo de o tucano ter confirmado sua intenção de concorrer à vaga nas próximas eleições, o diretório municipal do PT já agendou uma manifestação para o meio-dia, em frente ao Teatro Municipal. A data coincide com o fim do prazo para que interessados em concorrer a uma vaga nas próximas eleições deixem cargos executivos.

De acordo com o vereador Paulo Fiorilo, presidente municipal do PT, a idéia é cobrar de Serra o compromisso firmado na época em que disputou a prefeitura com a petista Marta Suplicy. Serra garantiu que não deixaria o cargo em função da corrida presidencial deste ano. "O que nós vamos fazer é cobrar a coerência que, infelizmente, o prefeito Serra não teve", disse o vereador petista. "Ele disse que não ia fazer da cidade um trampolim", acrescentou.

Outro tema da manifestação, de acordo com Fiorilo, será o fato de o cargo ser entregue ao vice Gilberto Kassab (PFL). Segundo ele, tanto Kassab quanto o PFL não possuem a "experiência" e a "tradição" necessárias para governar a cidade de São Paulo.