O programa Escola de Fábrica pretende até 2006 atingir a meta de capacitar 40 mil jovens de famílias com renda até um e meio salário mínimo, para ingressarem no mercado de trabalho. A diretora nacional do programa do Ministério da Educação, Jane Bauer, informou que no próximo ano o Escola de Fábrica terá R$ 50 milhões, "o dobro do investido em 2005".

Ela lembra que o projeto de inclusão social apóia o desenvolvimento econômico sustentável: "A escola promove um circuito virtuoso das mais diferentes forças da sociedade, incluindo instituições educacionais e o setor produtivo, que é onde se desenvolve a Escola de Fábrica, seja na indústria, no comércio, nos serviços ou na agricultura".

Para Jane Bauer, com o aumento dos recursos a implantação das escolas será acelerada. "Nós deveremos praticamente dobrar o número de escolas no ano que vem", disse. A diretora avalia que com a Escola de Fábrica, "o jovem que busca seu primeiro emprego já poderá afirmar que tem experiência".

Podem participar do programa jovens de 16 a 24 anos que cursam algum nível do ensino básico.