São Paulo, 30 (AE) – O epidemiologista José Eduardo Cajado Moncau, de 56 anos, professor do Departamento de Medicina Preventiva da Escola Paulista de Medicina (Unifesp), foi morto a tiros num assalto sábado, no Jardim Previdência, zona oeste de São Paulo.

O crime aconteceu às 20h05. O médico estava num Gol com Tânia Lugiodice, de 49 anos. Segundo a polícia, dois ladrões anunciaram o assalto e mandaram as vítimas descer do veículo. O casal obedeceu, mas mesmo assim foi baleado: Tânia, na perna, e Moncau, na cabeça. Uma testemunha ouviu os tiros e avisou a Polícia Militar.

O médico morreu no Hospital Geral de Taboão da Serra. Tânia foi ferida sem gravidade, mas ficou em estado de choque. O Gol foi achado em chamas, na mesma noite, em Taboão.

O corpo do médico foi velado na Unifesp. O enterro ocorreu às 18 horas de hoje no Cemitério São Paulo. O crime chocou amigos e parentes de Moncau, especialista em câncer, autor de vários artigos e também professor de pós-graduação.