O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo desaprovou ontem (22) as contas de campanha do comitê financeiro municipal único do Partido dos Trabalhadores (PT) da cidade de Campo Limpo Paulista (SP), relativas às eleições de 2004. De acordo com o Ministério Público Eleitoral (MPE), diversas irregularidades teriam sido encontradas, como a semelhança entre as assinaturas de doadores, a arrecadação de doações antes da abertura da conta bancária e ausência de documentação fiscal hábil para comprovar a aplicação dos recursos.

De acordo com o relator do processo, juiz Flávio Yarshell, há irregularidades graves, indicativas de fraude, que justificam a desaprovação das contas. A decisão mantém a sentença do juiz eleitoral de primeiro grau. O comitê financeiro é constituído no período eleitoral para arrecadar recursos e aplicá-los nas campanhas majoritária e proporcional. O processo será encaminhado ao MPE para as providências que julgar necessárias.