“Um partido ligado no Brasil.” É com esse slogan que o PSD, legenda fundada pelo prefeito Gilberto Kassab, se apresentará aos eleitores hoje à noite, às 20h30, em seu primeiro programa partidário em rede nacional. A propaganda eleitoral obrigatória da sigla terá cinco minutos, conforme decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

A equipe de publicitários que gravou e finalizou o programa é a do marqueteiro Luiz Gonzalez, responsável também pela campanha de José Serra (PSDB) à Prefeitura de São Paulo.

Durante o programa, o PSD tentará explicar ao eleitor sua posição política dizendo que não se tratar de um partido de oposição sistemática, nem de adesão.

“Somos uma sigla que vota com o Brasil”, definiu o vice-governador Guilherme Afif Domingos, que fundou o PSD com Kassab.

O programa contará com a participação dos governadores e líderes da sigla na Câmara e no Senado. Kassab e Afif também discursarão.

O partido exibirá ainda o ex-presidente do Bando Central Henrique Meirelles que se filiou ao PSD no ano passado e é responsável pelo programa econômico da sigla.

Na propaganda, o PSD divulgará ferramentas em mídias sociais. O slogan, aliás, remete à interação que o partido pretende promover com eleitores na internet.

O PSD também dirá que é hoje a terceira força política do Congresso Nacional, atrás apenas do PT e do PMDB em número de deputados, e que tem representantes em todos os estados do país.