Pelo menos cinco mil servidores e técnicos das universidades públicas federais, além de militantes da CUT, participaram hoje de uma passeata em Brasília, que paralisou por quase uma hora o trânsito na Esplanada dos Ministérios.

Os servidores, que caminharam com bandeiras e grandes bonecos estilizando a presidente Dilma Rousseff e várias autoridades do governo, ao final da tarde conseguiram um encontro com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, quando apresentaram uma pauta de reivindicações que vão desde recuperação salarial, passando pela suspensão do reajuste dos servidores, até melhoria dos valores do vale alimentação e condições de trabalho nas universidades públicas.

Depois da passeata, os servidores se concentraram em frente ao Ministério do Planejamento para pressionar o governo no atendimento às suas reivindicações. Os servidores tinham indicativo de paralisação para o dia 28 de março, mas suspenderam o protesto com o aceno do governo de negociar. Somente depois de uma nova assembleia da categoria, com discussão das propostas, é que ficará definido como a categoria vai se comportar daqui para frente.