O SBT promove, às 22h30 de hoje, o debate entre os candidatos ao governo do Estado. Cinco dos sete candidatos com representação na Câmara Federal confirmaram presença: Roberto Requião (PMDB), Rubens Bueno (PPS), Pe. Roque Zimmermann (PT), Giovani Gionédis (PPS) e Severino Araújo (PSB). Com mediação do jornalista Alexandre Zraik, o debate terá transmissão ao vivo para todo o Paraná.

O candidato do PSDB, Beto Richa, decidiu não participar do debate. A sua assessoria enviou um comunicado à produção alegando compromissos inadiáveis de campanha no interior do Estado. Álvaro Dias, candidato do PDT, também resolveu ficar de fora. Segundo a assessoria do senador, a TV Iguaçu não seria um “território neutro” – referindo-se ao fato de a emissora pertencer ao ex-governador Paulo Pimentel, candidato do PMDB ao Senado.

O candidato do PDT também teria dito, em matéria publicada no Jornal Folha de Londrina de ontem, que “sequer foi convidado para o debate”. No entanto, a produção tem em mãos duas respostas a convites enviados ao comitê do candidato, na Rua Gutemberg, 150, no Bairro Batel, em Curitiba: o primeiro no dia 3 de setembro, recebido e assinado pelo assessor de imprensa Leonardo Santos; o segundo no dia 9 de setembro, informando a mudança de data do debate do dia 13 para o dia 14 de setembro, entregue no mesmo local, também recebido e assinado pela funcionária Maria Lima.

A produção disse ainda que a assessoria de Álvaro Dias não participou da reunião para definir as regras, no dia 5 de setembro, às 17h, na sede da TV Iguaçu. Os contatos via telefone foram feitos com a assessoria de imprensa do candidato. A produção informa também que nos últimos dois dias, a assessoria de Álvaro fez consultas sobre as regras do debate, mas até ontem à noite a presença do candidato não havia sido confirmada. No entanto, o prazo para definição dos participantes já tinha se esgotado ao meio-dia da última terça-feira, dia 10/09.

Regras

No primeiro bloco, os candidatos respondem perguntas diferentes da produção. No segundo, candidato pergunta para candidato por sorteio, mas com tema de livre escolha. No terceiro, candidato pergunta para candidato de livre escolha, porém sobre programa de governo. No quarto bloco, candidato pergunta para candidato de livre escolha e também com tema livre. No quinto, os candidatos fazem as considerações finais.

O tempo de resposta da pergunta da produção, no primeiro bloco, é dois minutos. No segundo, terceiro e quarto blocos, o tempo para pergunta vai ser de trinta segundos. O candidato terá dois minutos para a resposta. Quem perguntou terá mais trinta segundos para insistir e quem está respondendo mais um minuto. Também no terceiro e quarto blocos, nenhum candidato poderá ser perguntado mais de duas vezes.