O governador Roberto Requião (PMDB) decidiu arregaçar as mangas para impulsionar o candidato do PMDB à prefeitura de Curitiba, Carlos Augusto Moreira Junior.

Requião está convocando a militância do PMDB de Curitiba para uma reunião hoje, 24, para motivar a participação na campanha de Moreira. O apelo é dirigido, sobretudo, aos peemedebistas que ocupam cargos na sua administração e que a direção do partido chama de “colaboradores do PMDB do governo”.

O encontro começa às 19 horas, no Clube D. Pedro II, onde a previsão é que pelos menos duas mil pessoas estejam presentes. O coordenador de campanha de Moreira, Rasca Rodrigues, disse que o envolvimento dos filiados que trabalham no governo com a candidatura peemedebista é natural, assim como seria os dos servidores filiados ao PT e PCdoB com as candidaturas a prefeito dos dois partidos, que integram a base do governo.

“São colaboradores do partido. Eu mesmo sou um técnico de carreira do IAP (Instituto Ambiental do Paraná)”, disse Rasca, que tira férias do cargo de Secretário do Meio Ambiente, a partir do próximo mês, para permanecer em tempo integral na campanha.

O presidente do PMDB de Curitiba, Doático Santos, disse que os peemedebistas integrantes do governo serão a “linha de frente” da campanha majoritária do partido e destacou que não há impedimento legal a que um servidor público participe de uma campanha eleitoral em seus horários de folga.

“Eles estarão na nossa campanha como cidadãos. Eles não são apolíticos. Os partidos tradicionais chamam de cargos comissionados. O PMDB tem colaboradores em todas as faixas da sociedade. Assim como também tem no governo”, afirmou.

Para aproximar candidato dos filiados, Requião vai começar apresentando Moreira aos peemedebistas. Assim como as pesquisas internas mostram que ex-reitor da Universidade Federal do Paraná é pouco conhecido do eleitor em geral, dentro do partido, sua visibilidade também é pequena, disse.

“O reitor é do meio acadêmico. Ele não é do meio político, então há esse grau de desconhecimento mesmo entre o conjunto da militância”, explicou Raska, relatando que os filiados vão conhecer a história pessoal e profissional de Moreira.

Na agenda do governador, Moreira tem tido pouco espaço. Requião tem participado de algumas das atividades de campanha de Moreira à noite e aos finais de semana.

Em decorrência da lei eleitoral, Requião tem que tomar todos os cuidados para não misturar as agendas de governador com a de cabo eleitoral do ex-reitor. O governador tem ido com Moreira e o candidato a vice-prefeito, Cleiton Kielse, em visitas aos bairros, mas é na sua participação no programa de televisão no horário eleitoral gratuito, a partir de agosto, é que se concentram as expectativas.

Além de Moreira, Requião também está sendo requisitado por outros candidatos a prefeito do PMDB e de partidos aliados. Ontem, ele almoçou com atuais prefeitos candidatos à reeleição que queriam conselhos sobre a campanha. “Requião é um fenômeno eleitoral”, disse ele.