Atos em defesa do meio ambiente e da Amazônia, que há dias sofre intensas queimadas em várias regiões, ocorrem em dezenas de cidades no Brasil e no mundo, nesta sexta-feira (23).

+ Você sabia que está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana? Tudo sobre futebolentretenimentohoróscopo, nossos blogs exclusivos e os Caçadores de NotíciasVem com a gente!

Curitiba

Um ato em defesa da Amazônia reúne centenas de pessoas também na Praça do Homem Nu, no centro de Curitiba, no final dessa tarde.

Brasília

O site G1 relata que manifestantes ocuparam a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, e que todas as seis faixas do Eixo Monumental foram bloqueadas por volta das 18h. Os manifestantes são servidores do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), membros do Greenpeace e outros grupos ambientalistas. Além de defender a Amazônia, o grupo protestou contra o governo federal e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Rio

De acordo com o jornal Estado de S. Paulo, um grupo de manifestantes ocupa cerca de um terço da Cinelândia, no centro do Rio de Janeiro, às 18h40 desta sexta-feira (23), em ato para denunciar a destruição da Amazônia e do meio ambiente brasileiro. Líderes de grupos de defesa do meio ambiente discursam, e entre cada fala os ativistas fazem coros contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Também foi realizado um minuto de silêncio em protesto contra a política ambiental do governo federal. Às 18h45 o grupo se organizava para sair da Cinelândia em caminhada rumo à sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), gestor do Fundo Amazônia.

São Paulo

Em São Paulo, centenas de pessoas se reúnem em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista, de acordo com o jornal Estado de S. Paulo. Com gritos de ordem contra Bolsonaro e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, eles ocuparam a avenida no sentido Consolação por volta das 18h30. O grupo foi cercado por policiais militares.

Eles pedem a saída do ministro Salles do cargo, e do próprio presidente. “Fora Salles” e “Bolsonaro sai, a Amazônia fica” são alguns dos coros que dão o tom da manifestação, que reúne desde estudantes secundárias a empresários e representantes de ONGs.

Mundo

Atos em defesa da Amazônia foram realizados ao longo desta sexta (23) também em várias cidades europeias, de acordo com a Globonews. Manifestantes desceram às ruas em Londres, onde protestaram em frente à embaixada brasileira. Em Paris, um grupo de centenas de brasileiros e franceses também deram as mãos em frente à embaixada do Brasil.

Atos foram registrados também nas praças de Berlim, Lisboa, Madrid, Barcelona, Amsterdã, Dublin e Berna, na Suíça. Uma manifestação ocorreu ainda em Mumbai, na Índia, e em Santiago, capital do Chile.

Câmara abre concurso mas segue com mais comissionados que efetivos