O juiz federal substituto Márcio Augusto Nascimento, da 2ª Vara Federal de Londrina, assinou sentença mantendo o bloqueio parcial de verbas federais ao município de Apucarana referentes aos Programas Saúde da Família (PSF) e Saúde Bucal (PSB). O total de recursos recebidos pelo município, que contabiliza 107 mil habitantes, é de R$ 126 mil para os dois programas. Em 2002, já havia sido negada liminar para a suspensão do bloqueio.

O repasse total de verbas foi suspenso em março de 2002 pela Portaria nº 341, do Ministério da Saúde. A Secretaria, por meio da Comissão Intergestores Bipartite do Paraná, constatara, em visita a Apucarana, que algumas das 40 equipes que deveriam atuar nos programas não estariam cumprindo as 40 horas semanais de trabalho.