A transferência do ex-ministro José Dirceu de Brasília para Curitiba deve ser feita no início da tarde desta terça-feira, 4. O ex-ministro está na Superintendência da Polícia Federal desde a manhã de segunda-feira, 3, quando foi preso em nova fase da Operação Lava Jato. A transferência para Curitiba foi pedida pelo juiz Sergio Moro, que decretou a prisão de Dirceu, e autorizada pelo ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A PF espera que o ex-ministro deixe a carceragem da PF em Brasília por volta das 12h45, quando será levado ao hangar da Polícia no aeroporto internacional de Brasília. A previsão é de que a aeronave decole por volta das 14 horas com destino a Curitiba, no Paraná. Dirceu será levado para a Superintendência da PF na capital paranaense, onde os demais presos ontem na Lava Jato estão.

A defesa de Dirceu tentou evitar a transferência do ex-ministro alegando “ausência de necessidade”. Contudo, o pedido foi rejeitado por Barroso. Por estar sob cumprimento de pena por determinação do STF, devido ao julgamento do mensalão, qualquer deslocamento de Dirceu precisa ser autorizado pela Corte.