O governador Beto Richa (PSDB) desistiu de licitar o aluguel de locação de aeronaves pelo Estado, o edital para a locação havia sido aberto na última segunda-feira, mas, segundo o líder do governo na Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB), já foi cancelado. Traiano disse que o governo concluiu que o aluguel não é a modalidade mais correta para resolver o problema do deslocamento das autoridades estaduais.

Sem avião para o transporte aéreo das autoridades, o governo locou, com dispensa de licitação, alegando urgência, um avião a jato e um helicóptero por três meses, o contrato, que é alvo de pedido de informações da Assembleia Legislativa, venceu na última sexta-feira.

“O cancelamento da licitação programada para a locação de aeronaves se deu para se adotar uma nova modalidade”, disse Trainao, que defende a aquisição de um novo avião para o governador Beto Richa.

“Em um Estado da importância do Paraná, o governador não pode ficar sem avião. Às vezes o governador é chamado com urgência para reuniões com ministros ou com a presidente em Brasília e não pode ficar a mercê dos vôos comerciais. Beto também comanda o processo de negociação com investidores que querem se instalar no Estado. Esses negócios, que podem resultar em bilhões em investimentos e milhares de empregos e demandam agilidade”, disse.

Traiano informou, também que, enquanto não se chega a uma solução, o governador Beto Richa restringiu as viagens no governo e quem precisar se deslocar por longas distâncias fará em voos de carreira.