O governador do Distrito Federal (DF), Rogério Rosso (PMDB), determinou hoje à Corregedoria Geral do DF instauração de processo administrativo para apurar por que não foi cumprida ordem sua, de suspensão de pagamentos ao ex-servidor comissionado da estatal Terracap Israel Guerra.

Israel, filho da ex-ministra Erenice Guerra (Casa Civil), foi exonerado em 16 de setembro, depois da divulgação de notícias sobre o suposto envolvimento dele em tráfico de influência na Pasta comandada pela mãe e cobrança de propinas de empresários. Mesmo com a ordem do governador, a Terracap efetuou hoje a quitação dos valores referentes à rescisão contratual do ex-servidor.

A Corregedoria Geral do DF já apurava eventuais irregularidades cometidas por Israel no exercício das funções, como o não comparecimento ao serviço. Agora, vai investigar também por que o pagamento da indenização pela rescisão contratual foi feito.