Foto: Chuniti Kawamura/O Estado

Gleisi: troca de conteúdo.

A coordenação da campanha majoritária do PT protocolou ontem uma representação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) pedindo reparação de danos provocados por uma troca de conteúdo no programa da candidata ao Senado Gleisi Hoffmann no horário eleitoral gratuito na noite de anteontem. O motivo da ação foi um erro cometido pela emissora responsável pela geração dos programas, a Band Curitiba, que exibiu as imagens de um programa novo da candidata com o áudio da propaganda do dia anterior.

O PT considerou que o descompasso entre imagem e discurso prejudicou a candidata e o partido e pediu a retransmissão do programa correto em rede estadual, neste domingo. Nos dias úteis, o horário é ocupado com os programas rotineiros dos partidos e somente no domingo, a propaganda eleitoral é suspensa. O PT solicitou à Justiça Eleitoral que o programa seja exibido no mesmo horário, das 21h09m48seg ás 21h12m58seg.

?Quem assistiu ao programa na sexta-feira à noite ficou com a impressão que o erro foi da nossa coligação. Mas a fita com o programa eleitoral foi entregue na emissora em perfeitas condições e excelente qualidade?, explicou o coordenador operacional da campanha, Roberto von der Osten. Segundo o coordenador, a primeira semana da propaganda eleitoral é fundamental para a formação do conceito do candidato junto ao eleitor.

Justificativa

A emissora divulgou um documento atestando que houve um equívoco técnico. O documento foi assinado pelo gerente de operação da emissora, Ruy Guissoni, e o advogado João Paulo Bettega de Albuquerque Maranhão.