O esquema de segurança para a posse do presidente eleito Jair Bolsonaro é tamanho que funcionários do Palácio do Planalto foram orientados a não tocar nas persianas das salas desde domingo. Qualquer movimento, disseram os agentes, poderia ser interpretado como hostil.

A Secretaria de Segurança do Distrito Federal não tem estimativa ainda sobre o público reunido na Esplanada dos Ministérios para acompanhar a posse. A previsão era de, pelo menos, 250 mil pessoas.