Os eleitores que não compareceram às urnas nem justificaram a ausência nos últimos três turnos eleitorais têm até amanhã para regularizar o título de eleitor. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informa que os ausentes podem regularizar a situação nos cartórios eleitorais, sob o risco, caso não compareçam, de cancelamento do documento. A Justiça Eleitoral considera a ausência nos diferentes turnos de uma mesma eleição, bem como em pleitos municipais, suplementares e referendos.

De acordo com o TSE, o cancelamento do título de eleitor implica em impedimentos na renovação de matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo e na prática de atos que exijam quitação do serviço militar ou Imposto de Renda.

Um levantamento promovido no início deste ano pela Justiça Eleitoral apontou que 1.473.128 eleitores não foram às urnas nos três últimos pleitos. Do total, apenas 46.282 regularizaram a situação. A maioria dos faltosos, de acordo com a pesquisa, está concentrada na faixa etária dos 25 aos 34 anos, somando 531.410. Os eleitores que têm entre 35 e 44 anos aparecem em seguida, somando 309.893.