A Assembléia Legislativa do Paraná
recebeu ontem os 54 deputados que
atuarão nos próximos 4 anos.

Com uma renovação inédita na Assembléia Legislativa, a maior da história num total de 42%, os 53 deputados eleitos tomaram posse na tarde ontem. A Casa ficou lotada de familiares, amigos e eleitores, e muita gente permaneceu do lado de fora do plenário. A solenidade teve ainda as presenças do governador Roberto Requião (PMDB), do prefeito de Curitiba Cássio Taniguchi (PFL), dos ex-governadores Paulo Pimentel (PMDB) e Emílio Gomes, do presidente do Tribunal de Alçada, Claiton Camargo, do presidente do Tribunal de Justiça, Vicente Troiano Netto, do presidente do Tribunal de Contas, Henrique Naigeboren, da procuradora-geral do Estado, Maria Tereza Uille Gomes e do arcebispo de Curitiba, Dom Pedro Fedalto.

A sessão, que estava marcada para às 16h, teve início às 17h45, e durou cerca de quarenta minutos. Todos os parlamentares foram chamados nominalmente para fazer o juramento. Apenas Artagão de Mattos Leão Júnior (PMDB) não compareceu. O presidente Hermas Brandão (PSDB), leu o requerimento de Caíto Quintana e Edson Strapasson (ambos do PMDB) solicitando afastamento do cargo. Em seus lugares assumiram os suplentes Antônio Anibelli e Ademir Bier. Quintana e Strapasson foram convidados pelo governador para integrar a equipe de governo, na chefia da Casa Civil e na Secretaria Especial para Assuntos da Região Metropolitana, respectivamente.

De acordo com o governador, a oposição será tratada com muito respeito durante os quatro anos. “A Assembléia reabre com os antigos deputados e com muitos novos, em uma grande expectativa de trabalho e de fiscalização para o povo do Paraná”, afirmou. Segundo ele não deverá haver problemas no relacionamento entre o Executivo e o Legislativo. “Eu dei um presente para a oposição, onde a partir de agora todos os pedidos de informação devem ser respondidos em cinco dias, ao contrário do que acontecia no governo passado. Mas a Assembléia tem independência e eu não participo de acordos.”

Ratinho Júnior (PSB), o deputado mais votado, afirmou estar animado com a possibilidade de poder colocar em prática seus projetos, em especial na área de emprego e saúde. “Venho com força de vontade para construir uma política séria. O fato de ter sido o mais votado me dá coragem para lutar”, disse.

Acordo prévio evita surpresas

Após a solenidade de posse, os deputados estaduais se reuniram em outra sessão, que começou às 19h, para eleger a Mesa Executiva que vai administrar a Casa pelos próximos dois anos. O acordo fechado previamente, resultou numa chapa de consenso formada pelos deputados Hermas Brandão (PSDB), presidente; Natálio Stica (PT), 1.º vice-presidente; Nereu Moura (PMDB) 1.º secretário; Augustinho Zucchi (PDT) 2.º vice-presidente, Geraldo Cartário (PSL) 2.º secretário; Arlete Caramês (PPS), 3.º vice-presidente; Cleiton Kielse (PFL) 3.º secretário; Reni Pereira (PSB) 4.º secretário e Edson Praczyk (PL) 5.º secretário.

O processo de votação, conforme determina a Constituição Estadual e o Regimento Interno do poder Legislativo, foi secreto, com chamada nominal e os parlamentares depositando suas cédulas numa urna localizada próxima a Mesa de Honra.

Embora empossados e com a Mesa Executiva eleita, os deputados só retomam as sessões plenárias no dia 17, uma segunda-feira. Após a composição das comissões permanentes, tudo indica que terá inicío uma temporada de “troca-troca” partidário. Vários parlamentares que estão se sentindo desconfortáveis nas atuais legendas já iniciaram negociações em busca de novos abrigos. O PMDB do governador Roberto Requião, hoje a segunda bancada com assento na Casa, tem planos de desbancar o PT, que elegeu o maior número de representantes nas eleições de 6 de outubro.

Política deixa profissão em 2.º plano

Muitos dos 54 deputados que ontem assumiram cadeiras na Assembléia Legislativa abriram mão de uma carreira para se dedicar exclusivamente à política. As profissões variam tanto quanto os estados de origem desses parlamentares. Chico Noroeste nasceu na cidade de Mirador (MA); Cida Borghetti é de Caçador (SC) e Nelson Turek é de Rio Negrinho (SC); de São Paulo são Luiz Accorsi(Ariranha), padre Paulo Campos (Lucélia) Luiz Carlos Martins (Bilac), Waldir Leite (Santos), e o pastor Edson Praczyk nascido na capital. Os gaúchos são Duílio Genari (Veranópolis), Élio Rusch (Criciumal), Luciana Rafagnin (Mariano Moro), Caíto Quintana (Santo Augusto) e Renato Gaúcho (Porto Alegre). Os demais vieram de cerca de quinze cidades do interior do Paraná e da capital.

Bacharéis

Dez deputados são formados em Direito. Ademar Traiano (PSDB) de Francisco Beltrão, é bacharel em Direito pela Universidade de São Carlos (SP). Alexandre Curi (PMDB) neto do ex-presidente da Assembléia Legislativa, Aníbal Curi, está no último ano de Direito da Faculdade Tuiuti. Cleiton Kielse (PFL), curitibano, formou-se em Direito pela mesma faculdade.

Geraldo Cartário (PSL), além de bacharel é empresário e tem experiência na editoração de revistas. O diploma do presidente da Mesa, deputado Hermas Brandão (PSDB) é da Faculdade Brasileira de Ciências Jurídicas do Rio de Janeiro. Serventuário da Justiça, titular do Cartório de Registro de Imóveis da Comarca de Andirá, é empresário do setor pecuário.

Caíto Quintana (PMDB) formou-se pela Faculdade de Ciências Jurídicas de Santo Ângelo (RS) e atuou como tabelião em Planalto. O curitibano Marcos Isfer (PPS) é formado pela Faculdade de Direito de Curitiba e tem diploma de engenheiro civil pela UFPR. O empresário curitibano, Nelson Justus (PFL) fez o curso de Direito na UFPR e exerceu o magistério por longos anos. O batalhão de advogados tem ainda o ex-vereador Mauro Moraes (PSC) e Artagão Júnior (PMDB), que atua como empresário dos setores madeireiro e pecuarista.

Formação universitária

Edson Strapasson (PMDB), ex-prefeito de Colombo, é formado em Engenharia Civil, como o ex-prefeito curitibano, Rafael Greca (PFL), que também cursou Economia na Fesp. Augustinho Zucchi (PDT), de Itapejara d?Oeste, formou-se em Agronomia pela UFPR. Ângelo Vanhoni (PT) estudou Filosofia na Universidade Católica do Paraná, e graduou-se em Letras pela UFPR.

Cida Borghetti (PPB) é publicitária e foi coordenadora de marketing político em campanhas. André Vargas (PT), nascido em Assaí, é comerciante e formado em Ciências Sociais. A área médica só tem dois representantes na Casa, ambos pediatras: Luiz Accorsi (PTB) e Luciano Ducci (PSB), que há quinze anos iniciou seu trabalho na Prefeitura de Curitiba, como médico de Unidade de Saúde.

Religiosos

O quadro parlamentar conta com dois pastores e um padre. Edson Praczyk (PL), pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, Ailton Araújo (PSDB), ministro da Igreja do Evangelho Quadrangular há 25 anos. E o petista Padre Paulo Campos iniciou sua vida religiosa em 1980. Ordenado padre em 90, atualmente está na paróquia de Sarandi.

Radialistas

Cinco deputados continuam atuando como radialistas: Carlos Simões (PTB); Luiz Carlos Martins (PSL), que também é formado em Educação Física pela Faculdade de Jacarezinho e foi bóia-fria, sapateiro e garçom antes de ingressar no rádio. Nascido em Jandaia do Sul, Miltinho Pupio (PPB) é agropecuarista e radialista da rádio Nova Era, de Borrazópolis e da rádio Princesa de Roncador.

Renato Gaúcho (PDT), além de radialista, é astrólogo. Barbosa Neto (PDT) e Jocelito Canto (PSB), de Ponta Grossa, completam o grupo da “latinha”.

A londrinense Elza Correia (PMDB), militante em movimentos culturais e políticos, é professora de História formada pela Universidade Estadual de Londrina. Durval Amaral (PFL), também londrinense, foi professor de Direito Público na UEL.

Hermes Fonseca (PT) de Cornélio Procópio, é formado em Economia e Matemática, especialista em engenharia de serviços urbanos, funcionário do Banco do Brasil e professor da Unespar. Nelson Tureck (PSDB) é formado em Contabilidade e foi professor da Escola Adauto da Silva Rocha, em Campo Mourão Três já foram bancários: o ex-vereador Tadeu Veneri (PT) é funcionário licenciado do Banco do Brasil; a ex-vereadora Arlete Caramês (PPS) é técnica em Contabilidade e trabalhou no Badep e no extinto Banestado. Chico Noroeste (PL) começou como bancário e corretor de seguros.

Agricultura

Filhos de agricultores, quatro deputados não se desligaram da área: Élio Rusch (PFL), de Marechal Cândido Rondon, Elton Welter (PT), vereador em Toledo, e Luciana Rafagnin (PT), membro da Comissão Regional de Mulheres da Região Sudoeste e secretária do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Francisco Beltrão. Pedro Ivo Ilkiv (PT), ex-prefeito de União da Vitória, é comercante e agricultor.

Há vários empresários, ligados principalmente à indústria madeireira. Fernando Ribas Carli (PPB) de Guarapuava, é perito químico legal mas atua como empresário do setor madeireiro, tem um laboratório de análises, farmácia, emissora de rádio em Guarapuava e planta e exporta alcachofras. José Maria Ferreira (PDT), de Uraí, é empresário formado em Administração de Empresas pela UEL. Duílio Genari (PPB), também se dedica à atividades madeireiras.

Neivo Beraldin (PDT) é empresário do setor têxtil. Nelson Garcia (PFL), ex-bancário, é empresário em Umuarama. Ratinho Júnior (PSB), 21 anos, é filho do apresentador de televisão Ratinho e administra cinco empresas pertencentes à sua família. Plauto Miró (PFL), de Ponta Grossa, é empresário agropecuarista, industrial e comerciante do setor imobiliário. Valdir Rossoni (PTB), ex-prefeito de Bituruna, é proprietário da Indústria & Comércio de Móveis Rossoni.

Nereu Moura (PMDB),de São João, é agropecuarista. O ex-vereador de Paranaguá Waldir Leite (PPS), é dono de uma empresa prestadora de serviços na área portuária e marítima. Reni Pereira (PSB) de Santo Antônio do Sudoeste, é auditor fiscal da Receita Estadual. Francisco Bührer (PSDB), de Tijucas do Sul, foi vereador e vice-prefeito de Sâo José dos Pinhais. Mário Sérgio Zacheski (PMDB), o delegado Bradock, trabalhou na Força-Tarefa de Combate ao Roubo de Caminhonetes. O lapiano e ex-vereador Natálio Stica (PT) foi instrumentista da Petrobrás. Dobrandino Gustavo da Silva (PMDB) é ex-prefeito de Foz do Iguaçu, comerciante e proprietário de um hotel na cidade.