Na onda dos seriados televisivos sobre o narcotráfico, o livro Agente 114- O caçador de bandidos, do policial federal Luiz Antonio da Cruz Pinelli, traz a autobiografia dele, que atuou por 40 anos na Polícia Federal e tem muitas histórias extraordinárias para contar. Pinelli participou da solução dos mais difíceis, delicados e cinematográficos casos de tráfico de drogas, sequestros e roubos no Brasil, como no Banco Central, em Fortaleza (CE). Os segredos dessas operações são revelados em detalhes.

O livro já está à venda nas principais livrarias do país desde o dia 24 de novembro, quando ocorreu o encontro de autógrafos no complexo Carpe Diem, em Brasília (DF). O próximo evento será em Campo Grande (MS), mas ainda não há data confirmada. A cidade é a terra natal do autor, que atualmente trabalha no Paraná.

Segundo a editora Geração Editorial, o livro, que pode ser adquirido por R$ 54, interessa a diversos públicos, desde quem deseja ingressar na polícia e aos já policiais, bem como aos profissionais e estudantes da área jurídica, além de jornalistas, psicólogos, sociólogos, políticos, autoridades e ao público em geral. São histórias reais, vibrantes, de quem passou a maior parte da vida na luta contra o narcotráfico e outros delitos que ameaçam a civilização.

Biografia

Luiz Antonio da Cruz Pinelli é agente da polícia federal desde 1981, especializado em interdição de aeronaves com drogas. É professor de técnicas operacionais na Academia Nacional de Polícia e exerceu a função de Adido Policial Federal Adjunto na Embaixada do Brasil em Caracas – Venezuela e também as funções de Oficial de Ligação no Paraguai e Bolívia. Ele é irmão do agente de Polícia Federal Edson Martins Matsunaga, morto durante um assalto em uma lotérica de Curitiba, em outubro de 2010.

Ao longo de quatro décadas na Polícia Federal, Pinelli perdeu a conta dos criminosos que ajudou a colocar na cadeia e das toneladas de drogas que não chegaram ao destino por causa do seu trabalho. No livro, ele faz o balanço de sua carreira, o que, segundo a editora, “é essencial para se entender a história do combate ao narcotráfico no Brasil”. O agente personifica a evolução do aparato de segurança pública do Brasil no combate às drogas, das barreiras pouco eficientes nas fronteiras, na década de 1980, ao uso de tecnologia de ponta na vigilância de alvos muito sensíveis. “A persistência talvez seja o grande segredo no combate ao narcotráfico”, afirma Pinelli.

De acordo com a editora, só quem ler descobrirá o que o autor quer dizer com a palavra “persistência”.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Serviço

Livro: Agente 114- O caçador de bandidos
Autor: Luiz Antonio da Cruz Pinelli
Gênero: Biografia
Acabamento: Brochura com laminação fosca e verniz UV
Formato: 15,6x23cm
Páginas: 272
ISBN: 978-85-8130-426-7
Preço: R$ 54,00
Editora: Geração Editorial

Pai de menino que teve o braço arrancado por tigre é condenado pela Justiça