A delegacia de São José dos Pinhais prendeu na manhã desta quarta-feira três pessoas acusadas de envolvimento no roubo e assassinato de Adelina Werneck, 81 anos. A polícia recebeu a denúncia de vizinhos e localizou os suspeitos perto da casa de Adelina, onde eles trabalhavam como guardadores de carro.

Fabiano Alexssander Caetano, 20 anos, e um menino, de 13, foram presos acusados de participarem do assalto. Anderson José da Silva, 21, foi detido por receptação dos objetos roubados. Giancarlo Ferreira da Cruz, 18, ainda está foragido. “Nós já sabemos onde ele está e planejamos prendê-lo dentro de alguns dias”, afirma o delegado Osmar Antonio Dechiche.

Na madrugada do dia 15 de maio deste ano, três pessoas arrombaram a residência de Adelina, no centro de São José. Elas surpreenderam a vítima, que estava dormindo, despiram-na e amarraram-na com a própria roupa na cama. Segundo um laudo preliminar do IML a vítima morreu por asfixia, provavelmente afogada com um travesseiro.

Há também a suspeita de que a mulher tenha sido estuprada. Da casa foram levados um televisor, um aparelho de DVD e uma máquina fotográfica. O delegado afirmou que Adelina já conhecia os rapazes e sempre fornecia comida a eles.