Pelo menos dez pessoas já foram presas hoje durante a execução da Operação Pirâmide, feita em conjunto entre as polícias civis de São Paulo, Minas e Espírito Santo, com o objetivo de combater uma quadrilha especializada em roubo de cargas.

Foram expedidos 14 mandados de prisão e 9 de busca e apreensão nos três Estados. No esquema criminoso, as cargas eram roubadas em São Paulo, levadas para uma transportadora e, então, "legalizadas" e revendidas em outros Estados.

Entre os presos em Minas Gerais estão o empresário Clécio Luís da Silva Ferreira, dono da empresa Universe, localizada no Espírito Santo, e Ronaldo Alvarenga Bittencourt, dono do atacado Giromax. Eles são acusados de ligação com a quadrilha, comprando os produtos roubados para serem revendidos nas lojas.