Pelo segundo mês consecutivo, o número de contratações no setor industrial supera o de demissões, comparado com o mês anterior, na série livre de influências sazonais. Em junho o número de pessoal ocupado cresceu 0,5%, após o crescimento de 1,1% observado em maio. O aumento no ritmo da atividade industrial em 2004 e a conseqüente expansão na oferta de emprego são confirmados no índice de média móvel trimestral, que aponta aumento de 0,4% entre os trimestres encerrados em junho e maio de 2004. É o patamar mais elevado do índice desde março do ano passado.

Outro indicativo da expansão no setor industrial diz respeito à folha de pagamento que, no primeiro semestre, alcançou crescimento de 8,9% no rendimento dos trabalhadores. Esses dados fazem parte da Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (Pimes), divulgada hoje pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).