Dia de Santo Antônio significa dia de muitas simpatias. Considerado como “o santo casamenteiro”, ele é alvo daqueles que estão sozinhos e procuram um bom relacionamento.

O santo possui uma grande popularidade, principalmente nos países latinos. Apesar de ser conhecido pela maioria das pessoas apenas pela crença de que ele resolve problemas amorosos, os devotos e a igreja comemoram o dia de Santo Antônio com uma programação especial. A Igreja do Senhor Bom Jesus, no centro de Curitiba, festeja a data com quatro missas, duas novenas e bênção durante todo o dia.

O frei Délcio Lorenzeti, um dos organizadores das festividades, explica que além dos cultos religiosos, serão distribuídos pães. “A distribuição será gratuita e está ligada a uma das devoções de Santo Antônio, que distribuia pães enquanto esteve no convento”, explica.

Bolo gigante

Porém um dos atos mais tradicionais deste dia é o bolo gigante feito por voluntários da paróquia há 10 anos. O frei conta que o bolo faz parte das comemorações da igreja e das novenas, mas foi adaptado para o dia de Santo Antônio. Hoje, a partir das 8h da manhã, serão vendidas fatias de um bolo de 5 mil quilos que contém mil pequenas imagens do santo. O pedaço custa R$ 2,00 e toda a arrecadação será destinada à manutenção da paróquia e à trabalhos sociais. A venda só termina quando o bolo acabar.

Neste ano, o bolo foi feito por 12 voluntárias da igreja e a maior parte dos ingredientes foi comprada pela própria paróquia. Somente cerca de 30% do bolo foi doado por famílias que frenqüentam a igreja.

Existe a crença de que quem pegar o pedaço com a imagem do santo vai encontrar a cara-metade e se casar. “A maioria leva com devoção e bom humor, mas acredito que isto somente não garante nada”, comenta frei Délcio. “Outros valores é que vão dar garantia.”

Serviço – Igreja do Senhor Bom Jesus fica em frente à Praça Rui Barbosa. As missas de hoje serão celebradas às 7h, meio-dia, 17h15 e 19h. As novenas serão realizadas às 9h e 15h. A bênção será concedida durante todo o dia.

Protetor da família e das crianças

Quando nasceu, em 1195, em Lisboa, o santo na verdade se chamava Fernando de Bulhões. Depois de um encontro com os discípulos de São Francisco de Assis, entrou para a ordem dos frades franciscanos e foi rebatizado de Antônio. Ele é considerado o protetor da família e das crianças. Depois de sua morte, no dia 13 de junho de 1231, aos 36 anos, surgiu a fama de casamenteiro. Uma lenda diz que uma moça pobre pediu ajuda para conseguir o dote que precisava para casar e o pedido foi atendido. Santo Antônio foi canonizado pelo papa Gregório IX em 30 de maio de 1232.

Várias simpatias são feitas no dia de hoje. Uma das mais famosas é colocar o santo de ponta-cabeça dentro de um copo de água, só podendo tirá-lo de lá quando o desejo for realizado. Antigamente, as pessoas mutilavam a imagem do santo para conseguir o que queriam. A Igreja resolveu este problema e agora todas as imagens são produzidas com um encaixe. Basta tirar o menino Jesus que o santo carrega nos braços e somente colocá-lo quando a graça for alcançada.

Há ainda numerosas simpatias para tentar conseguir encontrar a cara-metade. Mas uma coisa é unânime entre aqueles que fazem as simpatias: somente com muita fé Santo Antônio vai atender os pedidos.