O secretário de saúde do Paraná, Beto Preto, confirmou que ainda nesta semana uma normativa da Secretaria de Saúde do Paraná (Sesa) pretende liberar atividades presenciais dos últimos anos de cursos profissionalizantes de saúde, bem como estágios finais de cursos de graduação e também pós-graduação da mesma área. Segundo o secretário, é preciso seguir os protocolos de segurança contra a covid-19 enquanto a tão esperada vacina não sai.

+Leia mais! Paraná divulga boletim com o menor número de novos casos de coronavírus desde junho

“Nessa semana ainda vamos colocar regramento para atividades presenciais para cursos profissionalizantes da área de saúde, principalmente nos estágios finais, cursos de graduação da área de saúde de toso Paraná, também nos estágios finais e também pós graduação”, explicou o secretário Beto Preto em entrevista ao Bom dia Paraná. Lembrando que em todos os casos deverão ser cumpridas as normas da resolução 632, que trata das regras do distanciamento social.

+Viu essa? Servidores públicos do Paraná devem retornar ao trabalho presencial, diz resolução

Sobre as aulas em escolas municipais, o secretário explicou que as decisões mais restritivas são as que valem. “A tomada de decisão das prefeituras tem valor. Neste momento vamos acompanhar a situação das prefeituras que tomaram essa decisão. Nas decisões do estado ou municípios, vale sempre a que for mais restritiva. Quem decide não voltar esse ano, tem uma decisão mais restritiva.

+Viu essa? Pandemia exige adaptações e impõe desafios aos curitibanos e serviços

Quando sai a vacina

Para o secretário enquanto a população respeitar as medidas de distanciamento e de higiene contra o coronavírus, é possível a retomada das atividades. “A vacina é o produto de muita pesquisa cientifica, são mais de 150, algumas delas tem testes no brasil. O fato é que se nós mantermos o distanciamento social, medidas de proteção adequadas e todos os cuidados de higiene, vamos ter que retomar algumas ações. Não dá pra ficar esperando a vacina, que ao meu ver deve sair até o início do ano que vem”, disse.