O processo seletivo para o curso que validará os diplomas dos professores formados em Normal superior, pelo Instituto Educacional e Sistema de Ensino (Iesde) e a Faculdade Vizinhança Vale do Iguaçu (Vizivali), será no dia 22 de novembro. O anúncio foi feito pelo secretário-chefe de gabinete, Carlos Moreira, durante a Escola de Governo desta terça-feira (15), em Curitiba.

A medida poderá beneficiar os 35 mil estudantes do curso Normal superior, que não é reconhecido pelo Ministério de Educação (MEC). Para validar o diploma e passar a ser reconhecidos como pedagogos, os professores deverão participar de 310 horas de aula, à distância, em curso complementar, pelo Instituto Federal do Paraná (IFP).

A Secretaria da Educação poderá contribuir, cedendo espaço nas salas de aula da rede estadual, onde o equipamento necessário à formação à distância está disponível. Para inscrever-se no curso, o professor deve comprovar que tem o ensino médio completo, que atua na educação básica da rede estadual ou municipal ou que completou o curso Normal superior. A medida obteve o reconhecimento de professores e da União dos Dirigentes Municipais de Educação no Paraná.