Representantes dos sindicatos estaduais dos servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) estão reunidos em Brasília com o governo federal desde a última segunda-feira, discutindo a formulação de uma proposta oficial para que a greve chegue ao fim. Essa proposta deve ser definida hoje e será encaminhada para votação nas assembléias estaduais na semana que vem.

Em Curitiba, de acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos Federais em Saúde, Trabalho, Previdência e Ação Social do Paraná (Sindprevs-PR), a assembléia acontece na segunda-feira, às 14h, na agência do INSS da Rua Cândido Lopes. “As chances de finalização da greve são grandes, mas ainda não estão certas”, alertou a diretora do departamento jurídico do Sindprevs, Jaqueline Mendes Gusmão, que está em Brasília e participou dos encontros com o governo. O procurador regional dos Direitos do Cidadão (PRDC), Sérgio Cruz Arenhart, deu prazo até segunda-feira para os funcionário voltarem ao trabalho. Caso isso não aconteça, Arenhart estuda a possibilidade de entrar com uma ação civil pública contra o instituto.