enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Protesto na Assembléia contra diretora do Colégio Estadual

  • Por Fabiano Klostermann

Foto: Fábio Alexandre

Deputado Péricles de Melo.

Apesar do clima de tranqüilidade ontem no Colégio Estadual do Paraná (CEP), em Curitiba, mães e alunos continuaram a mobilização para afastar a professora Maria Madselva Feiges da direção. Em busca de orientação, parte do grupo que encabeça o movimento foi até a Assembléia Legislativa conversar com os deputados estaduais. Além do afastamento, os manifestantes também querem eleições diretas para diretor da instituição, cargo que hoje é de indicação do governador do Estado.

Uma reunião, marcada pela Secretaria Estadual da Educação (Seed) para amanhã, vai debater novamente a situação no colégio. Ontem, nos turnos da manhã e da tarde, os estudantes assistiram às três primeiras aulas normalmente e, durante o intervalo, decidiram se protestariam ou voltariam às salas. ?Mesmo assim, um bom grupo protestou?, disse uma das representantes dos alunos, Raquel Kucker, do 3.º ano da manhã.

De acordo com a mãe Zenaide Teixeira, a intenção era buscar alternativas. ?Viemos aqui pra ter uma orientação. Faz 15 dias que eu e a Dirlene tentamos conversar com ela (Madselva) e não conseguimos. Não custa nada ela se afastar e deixar para resolver isso no ano que vem?, afirmou.

Já segundo Dirlene Pinheiro, outra mãe que esteve no local, a iniciativa de procurar os deputados foi tomada pelas mães e não pelos alunos. ?Nós quisemos vir aqui e pedimos para que nossos filhos nos acompanhassem.?

Após uma rápida conversa com alguns deputados, o grupo foi encaminhado para uma reunião com o presidente da Comissão de Educação, deputado Péricles de Melo (PT).

Durante o encontro, ele sugeriu a realização de uma audiência pública para debater a situação do CEP. ?Nós temos o dever de acompanhar essa questão, pois o Colégio Estadual é um símbolo do Estado?, disse. A respeito da eleição direta para a direção, o deputado afirmou que ainda precisa se informar para ter uma posição definitiva. ?Tenho que analisar o regimento do colégio e conversar com o secretário da Educação, professores e a Associação de Pais e Mestres?, disse.

Apesar de anunciar o processo como encerrado, a Seed não informou, até o fechamento da edição, quais os resultados da sindicância feita para apurar as denúncias de irregularidades da atual direção do CEP apontadas por estudantes e professores na semana passada.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas