enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Inusitado

Primeiro lugar do vestibular da UFPR já é formado e busca recomeço

André Jardim Domingues, de 34 anos, recebeu a notícia de que era o melhor classificado por telefone, do reitor da UFPR

  • Por Angieli Maros - Gazeta Do Povo
Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal

Era pouco depois das 14h desta sexta-feira (11) quando André Jardim Domingues, de 34 anos, recebeu uma ligação inesperada em seu celular. Do outro lado da linha, o reitor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Ricardo Marcelo Fonseca , o parabenizou não só por ser o mais novo calouro do curso de Medicina, mas por ter conseguido a 1ª posição na classificação geral no vestibular 2018-2019 da instituição — cuja lista de aprovados saiu no começo desta tarde.

“O próprio reitor me ligou e contou que passei em primeiro lugar. Realmente não dava para esperar”, relatou em um tom tranquilo o estudante de 34 anos, que já é formado em Farmácia pela Universidade de São Paulo (USP). “Sabia que a minha colocação ia ser boa, mas não que ia ser tão boa”, pontuou ele, que recebeu a notícia ao lado da família em Santo André, cidade do ABC Paulista onde nasceu.

O mais novo estudante de Medicina da UFPR também tem outro recorde: é o primeiro a conquistar um primeiro lugar geral para um campus fora de Curitiba. Morador de São Miguel do Iguaçu, pequeno município do Oeste do Paraná com 27,3 mil habitantes, André optou por concorrer a uma vaga no curso de Medicina no campus de Toledo, onde a concorrência chegou a 44 candidatos por vaga — um pouco menos do que na capital, onde a concorrência era de 62 por vaga. Na primeira fase do processo seletivo, o estudante cravou 81 das 90 questões aplicadas na prova objetiva.

Rotina de estudos

A bagagem do curso de Farmácia, com uma grade pesada em Química e Biologia, ajudou. Mas a dedicação de Domingues também. Entediado com a profissão, decidiu largar a carreira de farmacêutico com a qual havia trabalhado por dez anos e voltar para a rotina do vestibular. Começou a estudar em agosto de 2017. Naquele ano, não conseguiu a aprovação, mas não desistiu.

Em 2018, passou o primeiro semestre estudando em casa, e, na segunda metade do ano se mudou para Curitiba para cursar um pré-vestibular. Tentou uma vaga na Universidade Estadual do Estado do Paraná (Unioeste) e não passou. Porém, no mais concorrido vestibular do estado, o resultado de todo o esforço apareceu. “Eu resolvi trocar de área para ter mais oportunidades. Gosto também mais da parte clínica e acho que tinha tudo a ver. Estou bem feliz”.

Apesar de já estar com o sonho garantido, Domingues ainda aguarda o resultado do vestibular da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e do Sisu, que oferece vagas pelas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Sisu).

O vestibular 2018/2019 teve mais de 44 mil candidatos inscritos na primeira fase, 12.340 dos quais passaram para a segunda etapa. Ao todo, foram aprovados 5,2 mil alunos. Os cursos mais concorridos, além de Medicina em Curitiba (62 por vaga) e em Toledo (44), estão Psicologia (28/vaga); Biomedicina (23/vaga) e Medicina Veterinária (23/vaga).

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias de hoje sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Saiu a lista dos aprovados no vestibular da UFPR 2019. Confira!

 

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

2 Comentários em "Primeiro lugar do vestibular da UFPR já é formado e busca recomeço"


Tiago Ribas
Tiago Ribas
2 meses 7 dias atrás

O curso de medicina é uma das poucas áreas que tem o mercado de trabalho em alta e emprego garantido, os demais cursos é um tiro no escuro. O cara é formado em farmácia, no máximo seria um funcionário de alguma farmácia com salario de 3 mil por mês, é a realidade dos demais cursos..

jonas prates
jonas prates
2 meses 7 dias atrás

O pior é saber, infelizmente, que serão os não inteligentes que nos governarão!

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas