Euzimar Cristina Baleski, 35 anos, morreu atropelada na rua de acesso ao terminal do Boqueirão, às 19h35 de ontem. Ela voltava do trabalho e ia até o carro da família, onde o marido e a filha, costumavam esperá-la. O vigilante do terminal disse que ninguém viu o acidente, e provavelmente nem o motorista do ônibus que a atropelou.