Quem passou ontem à tarde pela Praça Rui Barbosa, no Centro de Curitiba, foi surpreendido pela montagem de um karaokê gigante. Com um grande telão e diversos microfones espalhados pelo gramado, a população pôde cantar conhecidas canções de amor de intérpretes brasileiros, como Tim Maia e Zezé di Camargo e Luciano, além de sucessos internacionais e bandas como os Beatles.

A ideia diferenciada foi trazida pela artista francesa Camille Henrot, numa intervenção urbana denominada Karaokê Coral, que faz parte das atividades programadas para o Ano da França no Brasil, comemoradas até o fim do ano.

“Pensamos em transformar o karaokê, geralmente algo individual, em um fenômeno comunitário, com os vários microfones, e sempre com canções de amor, que ficam impregnadas na memória coletiva”, explica a artista.

A inspiração de Camille vem justamente desse apelo popular de músicas que são conhecidas de memória e continuam a ser lembradas e tocadas, não desaparecendo com o passar do tempo. Para ela, a intervenção é uma metáfora dessas canções: ou elas são conhecidas de cor, ou não existem mais, ou é cantada por muitos, ou fica esquecida.

E a memória do público por músicas populares foi colocada à prova ontem na praça, onde muitas pessoas foram atraídas pelo evento inusitado. De início desconfiadas e observando de longe, as pessoas em pouco tempo se animaram e tomaram conta dos microfones disponíveis.

Uma das mais empolgadas era a senhora Maria José Botelho Cartolan, de 73 anos. “É uma iniciativa maravilhosa. Não resisti”, revela, antes de voltar para cantar mais um pouco. Outras pessoas, ao passar pelo local, tiveram a mesma vontade.

“Não sabia do evento. Passei por aqui porque estava indo para um curso, vi a placa e dei uma parada para dar uma cantadinha”, conta Cleide Regina Schmidt, de 47 anos.

Criada no ano passado para o evento cultural francês conhecido em Paris como Nuit blanche, a noite branca, a vídeo-instalação pretende aproximar o público de uma manifestação artística contemporânea. Hoje, o karaokê gigante vai ser montado em Porto Alegre (RS).