A Ilha do Mel, patrimônio histórico e um dos principais pontos turísticos do Paraná, recebeu nesta sexta-feira (20) carrinhos elétricos para a coleta de lixo, títulos de concessão de uso para imóveis públicos e planos de manejo de unidades de conservação, além de obras de reparos no trapiche da Praia de Brasília e na praça de alimentação da Praia Grande. Quem fez a entrega foi o governador Beto Richa “As ações contribuem para o desenvolvimento ordenado da ilha e a melhoria na qualidade de vida de moradores e turistas”, afirmou o governador.

 

As melhorias na Ilha do Mel foram feitas pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e representam investimentos de R$ 600 mil. Somados outras melhorias feitas nos últimos anos, o investimento total nos últimos anos chega a R$ 1 milhão.

A Ilha atraiu 62 mil visitantes na última temporada de verão. Richa afirmou que por ser um dos pontos turísticos mais reconhecidos do Brasil, o poder público deve estar presente para ordenar o convívio e o crescimento sustentável do lugar.

 

O prefeito de Paranaguá, Edson Kersten, disse que os investimentos são muito significativos  “Uma de nossas prioridades é valorizar o turismo. Iremos implantar um terminal marítimo para facilitar o acesso aos pontos turístico de Paranaguá, principalmente na Ilha do Mel”, disse ele. Paranaguá é uma das 65 cidades consideradas como indutores do turismo e, segundo o prefeito, a Ilha do Mel é fator decisivo para o município manter essa posição.

Carrinhos

Foram entregues dois carrinhos elétricos, adquiridos pelo IAP. Eles ficarão à disposição para a limpeza da ilha durante todo o ano. Durante a Operação Verão, se somarão aos outros dois carrinhos que o governo disponibiliza temporariamente.

Cada equipamento tem capacidade para transportar até 500 quilos de resíduos. “Aumenta em mil por cento a agilidade do serviço. Com esses carrinhos, diminuiremos o tempo utilizado para fazer a coleta de lixo e poderemos fazer até duas coletas por dia, deixando a ilha sempre limpa”, disse Felipe Chemure Neto, coordenador da Operação Verão na Ilha do Mel. Ele também ressaltou que o novos equipamentos darão mais dignidade aos trabalhos dos 18 funcionários que fazem a limpeza da ilha.

Plano de Manejo

O governador também assinou a portaria número 318 do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), que determina a criação dos planos de manejo da Estação Ecológica e do Parque Estadual. As unidades de conservação foram criadas em 1982 e 2002, respectivamente, e não tinham planos de manejo, que regularizam o que pode ser feito em cada região, delimita áreas de moradores e de lazer, trilhas, entre outras ações.

Para elaborá-los, o IAP ouviu as comunidades da Ilha do Mel. “Vai ajudar muito nesta questão da segurança dos próprios moradores, famílias que sempre viveram aqui e esperavam por isso, pois agora têm segurança para fazer alguma obra ou reforma em suas casas”, avaliou o presidente da Associação de Moradores da Praia de Encantadas, Aguinaldo da Silva dos Santos.

Regularizações

Também foram entregues títulos de concessão de uso para imóveis públicos na Ilha do Mel. Realizada com recursos próprios do Estado, a ação é uma antiga reivindicação dos moradores locais. São os primeiros títulos entregues na Ilha. Com os documentos em mãos, é possível realizar reformas e ampliações em imóveis do governo, prefeitura, posto de saúde, escola entre outros espaços, com segurança jurídica.

“As concessões darão segurança jurídica, aumentando o nível de preservação desses imóveis e evitando ocupações irregulares”, explicou Amílcar Cabral, presidente do ITCG. Segundo ele, outro problema evitado com as titulações é a especulação imobiliária, pois há muita transação irregular de imóvel. Agora não haverá nenhuma transação sem o consentimento do governo”.

Esta primeira etapa de trabalho se concretiza com a entrega dos documentos de concessão de uso à imóveis públicos e a próxima abrangerá imóveis particulares que se encontram em condições previstas em lei para a sustentabilidade da ilha. A meta é regularizar, até o final de 2014, mais de 700 imóveis, entre públicos e particulares, que já estão cadastrados e sendo analisados pelo ITCG.