Alunos da rede estadual do Paraná reclamam que têm enfrentado dificuldades para assistir às aulas que começaram a ser transmitidas nesta segunda-feira (6), por canais de TV aberta e pela internet. A modalidade de ensino a distancia (EaD) foi adotada no estado para que mais de um milhão de alunos de escolas públicas não fiquem sem estudar durante a suspensão das aulas por conta da pandemia de novo coronavírus

Entre os relatos recebidos pela Tribuna do Paraná estão problemas como encontrar o canal correto na TV e dificuldades para acessar os conteúdos no aplicativo Aula Paraná. “Quase ninguém está conseguindo assistir às aulas pelo app e muitos alunos estão totalmente perdidos. Alguns conseguiram assistir pelo YouTube e outros pela TV, porém, tem divergência entre os canais que foram divulgados no Google e o que está passando na TV. Enfim tudo está muito confuso”, escreveu uma estudante, em mensagem enviada para a redação da Tribuna.

LEIA TAMBÉM – Por que algumas pessoas não apresentam sintomas da Covid-19? Especialista responde

“Eu também não consegui, o aplicativo não abre os vídeos e nem na TV encontrei…” informou outro aluno. “Péssima aula, não tem nada [a] vê (sic) com matéria nossa”, afirmou uma jovem, em mensagem enviada pelas redes sociais.”Não tenho conversor e minha TV é antiga, consigo? Tô tentado cadastrar e não entra nenhum canal”, reclamou mais uma aluna.

Além dos problemas técnicos, os estudantes também reclamam de mensagens de conteúdo pornográfico e de ameaças que estão sendo compartilhadas nos chats acessados pelos alunos do EaD da rede pública estadual.

O que diz a Seed?

Procurada, a Secretaria de Estado da Educação do Paraná (Seed) não respondeu às questões apontadas pelos alunos para a Tribuna. Mas em entrevista coletiva realizada no fim da tarde desta segunda-feira, o secretario de educação Renato Feder explicou que a ferramenta de EaD Aula Paraná ainda está em fase de implementação e adaptação.

“Hoje é o primeiro dia, a gente está testando isto. Foi uma solução que a gente quis entregar à população o mais rápido possível. Ela ainda está em alguns pontos instável, por exemplo, o aplicativo Aula Paraná que não está disponível hoje. Ele vai estar ficar disponível nos próximos dias. Estamos correndo o mais rápido possível, provavelmente na semana que vem, o aplicativo Aula Paraná esteja disponível “, afirmou Feder.