Curitiba foi eleita o Melhor Destino Cultural e o Melhor Custo-Benefício para Turismo da região Sul pelo Guia O Melhor do Brasil 2008, da revista Veja. A eleição se deu a partir de 112 destinos turísticos selecionados por especialistas nas 5 regiões do País. "São indicações que refletem os investimentos feitos pela administração municipal em infra-estrutura urbana, promoção social e desenvolvimento econômico, buscando parcerias promover o turismo e a criação de empregos", afirma o prefeito Beto Richa.

Este é o segundo ano consecutivo que Curitiba é destaque no guia da Veja. Na edição de 2007, Curitiba foi indicada como o Melhor Novo Destino para Negócios do País. Curitiba também é o quarto Melhor Destino Turístico do Brasil, conforme pesquisa recente feita pela Revista Viagem e Turismo, da editora Abril, a mesma que publica a Veja.

No novo guia, foram destacados pela revista o turismo de negócio praticado em Curitiba e a programação cultural, que inclui festivais de música na Pedreira Paulo Leminski e o Festival de Teatro, que em 2008 terá a 17ª edição.

Em 2006, a capital paranaense recebeu mais de 2 milhões de visitantes, um aumento de 20% em relação aos turistas que visitaram a cidade em 2005. Destes, 49% vieram para participar de eventos de negócios. Estudos da Organização Mundial do Turismo mostram que o turista de negócios gasta, em média, 30% a mais que o turista de lazer.

Há na cidade também cerca de 100 espaços para sediar eventos, que somados podem comportar mais de 200 mil pessoas. O turismo rural e ecológico, em expansão na Região Metropolitana, ajuda a atrair visitantes, que encontram nesses locais pousadas rurais com gastronomia variada e de qualidade.

"Curitiba é formada por diferentes etnias que refletem sua diversidade em uma culinária de excelência, servida em bons restaurantes que atendem os mais diferentes paladares", afirma o presidente do Instituto Municipal de Turismo, Luiz de Carvalho.

A expansão dos setores de hotelaria, bem como da infra-estrutura para eventos de negócios, contribui para o crescimento do turismo. Atualmente são mais de 150 hotéis, com cerca de 18 mil leitos.