A pequena cidade de Mercedes, no Oeste do Paraná, entrou para o mapa do basquete nacional, mesmo sem ter um time que dispute competições importantes. O município de apenas 6 mil habitantes, na fronteira com o Paraguai, é campeã em criatividade ao promover o esporte de uma maneira inusitada.

Uma tabela foi instalada na praça central em abril deste ano. Até aí, nada demais. O curioso é que junto com a tabela foi disponibilizada de graça uma bola de basquete com o recado: “Por gentileza, ao terminar de jogar, guardar a bola no cesto”.

A ação chamou a atenção após a Federação Paranaense de Basquete (FPRB) compartilhar fotos postadas pela prefeita de Mercedes, Cleci Loffi (PSD). Na sequência, foi a vez da Confederação Brasileira de Basquete (CBB), órgão máximo do esporte no país, também compartilhar. “Gostaríamos de parabenizar a prefeitura de Mercedes-PR pela linda iniciativa em prol da nossa modalidade. Basquete para todos. As bolas ficam na praça. E até hoje nenhuma sumiu”, elogiou a CBB.

LEIA MAIS – Seu filho tem tempo livre? Excesso de supervisão pode limitar o desenvolvimento das crianças

Segundo a prefeita, desde abril até o início de agosto, apenas duas bolas foram repostas da quadra, não por terem sido levadas: ambas foram trocadas por desgaste da ação do tempo. “Não imaginava que pudesse dar tão certo e ter uma repercussão tão positiva. A intenção era promover o basquete. Tem muita gente que gosta do esporte por aqui e estávamos devendo isso para eles”, afirma Cleci . A repercussão foi tão positiva que já há outras prefeituras de olho na ideia, inclusive de outros estados.

Gostaríamos de parabenizar a Prefeitura de Mercedes-PR, pela linda iniciativa em prol da nossa modalidade. Basquete para…

Posted by Basquete Brasil – CBB on Monday, August 3, 2020

A história da tabela com uma bola para uso comum só veio a público nesta semana, nas redes sociais oficiais, por causa da pandemia de coronavírus (covid-19). Havia a preocupação em anunciar a novidade e correr o risco de causar aglomeração de pessoas na praça. A prefeitura começou a reforma no local em abril, retirando dali uma pista de skate. Ainda há reparos a fazer, como a pintura no chão, mas a prefeita resolveu compartilhar a ideia no Facebook, depois que funcionários enviaram uma foto de uma lavação que foi realizada no cimento. “Achei que era a hora e resolvi mostrar a ideia no sábado (1.°)”, conta.

No dia seguinte, Federação Paranaranese de Basquete (FPRB) repercutiu a postagem em suas redes sociais, e depois a CBB, reproduzindo o texto da prefeita e parabenizando a ação. “Nós do #BasqueteParana gostaríamos de parabenizar o município de Mercedes pela iniciativa e também seus habitantes pelo exemplo de cidadania e amor ao jogo!”.

Quadra de basquete onde a prefeitura de Mercedes oferece gratuitamente bolas pra quem quiser jogar. Foto: Prefeitura de Mercedes

Até às 10h30 desta terça-feira (4), a publicação da Federação tinha 1,6 mil curtidas no Facebook e mais de 700 compartilhamentos. Na CBB, também eram 1,6 mil curtidas e 400 compartilhamentos.

Interesse de outras cidades

Cleci conta que passou a receber inúmeras ligações de colegas prefeitos após divulgar a ideia da bola compartilhada na quadra. Até um visitante de outro estado se interessou pela proposta. “Os outros municípios qurem saber qual o custo para implementar o projeto”, revela a prefeita de Mercedes.

VEJA TAMBÉM – Cinco dicas para amamentar seu bebê com segurança durante a pandemia de coronavírus

Segundo Cleci, a reforma total da praça custou cerca R$ 8 mil, já incluindo a tabela. “A ideia de deixar uma bola de basquete foi do nosso diretor de esportes. Pensamos, por que não? Podemos testar e confiar na população. É o papel do poder público”, finalizou a prefeita.

Após a repercussão nas redes sociais, a FPRB planeja realizar uma live com a prefeita Cleci Loffi para debater projetos na área esportiva, usando como exemplo a ação pelo basquete promovida em Mercedes.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?