Priscila Haro Rossini, 17 anos, vai cursar Engenharia da Produção Civil no Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná (Cefet-PR). Com muita festa e sem nenhum problema em mergulhar na piscina com serragem, a caloura comemorou, ontem em Curitiba, logo após a divulgação oficial do resultado do vestibular. Ao todo foram divulgados os nomes dos 1.168 aprovados que disputaram as vagas nos 25 cursos de Tecnologia (32 modalidades) e Engenharia (quatro modalidades). Veja a lista completa dos aprovados.

Priscila contou que esta foi sua segunda tentativa. Para concorrer à vaga ela revelou que teve que se privar de algumas diversões. “Foram no mínimo três horas de estudo diário”, contou. Para ela, a prova mais complicada foi a de química. Já para o calouro de Eletrônica José Cândido de Lara, 18 anos, três horas de estudo não bastavam. “Deixei de fazer quase tudo. Estudava quase o dia todo”, revelou, todo sujo de serragem.

A persistência foi a principal arma de Gabriel Lodi Mariano, novo calouro de Engenharia Elétrica. Ele passou na terceira vez que prestou vestibular. “Este ano eu estudei bastante. Foram entre sete e oito horas por dia”, contou.

Normalidade

O presidente da comissão do vestibular, Jair Almeida, destacou que o concurso de inverno de 2003 foi tranqüilo. Foram 6.774 concorrentes para as vagas distribuídas em seis sedes. “Normalmente o número do vestibular de inverno gira em torno de 6.500 e o de verão, 8 mil inscritos”, contou. O curso mais concorrido foi Engenharia Mecânica. O próximo vestibular será de 11 a 13 de janeiro, com inscrições abertas de 20 de outubro até 23 de novembro.

Solidariedade

Os calouros que foram esperar o resultado do vestibular na sede do Cefet-PR, em Curitiba, levaram alimentos para serem distribuídos a entidades sociais e para a tribo indígena karuguá. “É uma promoção do Diretório Acadêmico e do Cefet Integrado na Multiplicação do Conhecimento (Cimco)”, contou o diretor da unidade Curitiba, Cion Cassiano Basso.