Os secretários de Turismo do Paraná, Celso de Souza Caron, de Foz do Iguaçu, Felipe Gonzáles, e o governador da província argentina de Misiones, Maurice Closs, se reúnem nesta sexta-feira (25) para definir novas ações da campanha para eleger as Cataratas do Iguaçu como uma das sete maravilhas da natureza.

A reunião está marcada para o Parque Nacional do Iguaçu da Argentina. “Com o fortalecimento da campanha, as Cataratas saltaram da 36.ª para a 18.ª posição. Vamos trabalhar para melhorar ainda mais”, diz Caron. O concurso internacional é uma criação da fundação suíça New Seven Wonders.

A Secretaria do Turismo prepara um selo a ser afixado a todas as correspondências oficiais do Paraná. Um link na Agência Estadual de Notícias – www.aenoticias.pr.gov.br – dá acesso direto à votação, na internet. Se preferir, acesse www.votenascataratas.com.

A eleição das novas sete maravilhas da natureza está dividida em duas etapas. Na primeira, que já começou e vai até 31 de dezembro de 2008, serão selecionadas 21 candidaturas pelo voto popular. Na segunda fase, a partir de 2009, as finalistas serão novamente submetidas ao voto dos internautas para escolha das novas sete maravilhas da natureza. Os vencedores serão conhecidos em 2010.

As Cataratas fazem parte do Parque Nacional do Iguaçu, maior reserva de floresta pluvial subtropical do mundo, tombado em 1986 pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade. O termo Iguaçu, de origem guarani, deriva de ygu (água, rio) e asu ou açu (grande) e significa literalmente “água grande”.

Formada há aproximadamente 150 milhões de anos, a área das Cataratas tem 275 quedas d’água, com alturas superiores a 70 metros, ao longo de 2,7 quilômetros do Rio Iguaçu. A Garganta do Diabo é a maior, mais majestosa e impressionante de todas as quedas, com 150 metros de largura e 80 metros de altura. A maioria das quedas d’água fica em território argentino, mas é do lado brasileiro que se obtêm os mais belos panoramas.