A polêmica sobre a Lei Seca durante as eleições de outubro foi parar na Casa Civil. A Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas do Paraná (Abrabar) fez solicitação formal ao governo para rever a determinação que proíbe a venda de bebidas alcoólicas no dia do pleito.

O presidente da Abrabar, Fabio Aguayo, afirmou que o governador Beto Richa manifestou interesse em acatar o pedido da entidade. “Recebi do governo que a solicitação será atendida”, garantiu. Ele afirma ainda que também pretende marcar audiência no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para abordar o assunto “como sinal de respeito ao órgão”.

Mesmo com a confiança de Aguayo, o governo não confirma nenhum posicionamento sobre a Lei Seca. A assessoria de imprensa afirma apenas que a solicitação foi recebida pela Casa Civil e será analisada, sem prazo para decisão.