Seguindo as diretrizes de promoção de exportações e desenvolvimento de alianças internacionais, o governo do Paraná segue em missão precursora na Venezuela até sexta-feira.

O objetivo é levantar informações sobre as potencialidades a serem exploradas no mercado venezuelano, além de reunir as entidades empresariais locais para acertar parcerias para a realização de uma missão governamental e empresarial com rodada de negócios do Paraná à Venezuela ainda este ano.

Da capital Caracas, o secretário estadual da Indústria, do Comércio e Assuntos do Mercosul, Virgílio Moreira Filho, afirma que a visita surgiu a convite do governo venezuelano. ?O país está interessado em vários setores em que o Paraná é destaque?, conta.

?A nossa competência nas áreas de software livre desenvolvido pela Celepar, a assistência técnica promovida no campo da agricultura pela Emater e o know-how paranaense no programa da construção de casas populares da Cohapar são algumas das aptidões que temos a oferecer?, completa o secretário.

Integração

No campo de comércio exterior, o Paraná também espera novos frutos com a missão ao país. Hoje, o Paraná exporta mais de 500 produtos para a Venezuela e importa apenas 15. Segundo o coordenador de Assuntos Internacionais e do Mercosul, Santiago Gallo, é preciso reverter este quadro. ?Rodadas de negócios serão realizadas entre empresários paranaenses e venezuelanos em uma missão marcada para novembro?, diz.

?O governador Requião planeja liderar a missão empresarial e governamental à Venezuela e firmar uma série de acordos de cooperação técnica?, adianta.

Uma das frentes de cooperação mais significativa estaria na implantação de usinas de tratamento e reciclagem de lixo, um dos problemas mais sérios de infra-estrutura da Venezuela. ?Uma empresa do nosso Estado será a exportadora de várias usinas de lixo urbano e hospitalar ao país com tecnologia genuinamente paranaense?, explica Gallo.

Agenda

Durante o período de estada na Venezuela, diversos encontros serão realizados já com o objetivo de estabelecer um cronograma para a missão paranaense em novembro.

Nesta quinta-feira, a equipe de governo se reúne com a diretoria do Banco do Brasil em Caracas. A intenção é discutir créditos para exportações e utilizar o programa ?Exporta Fácil?, junto com os Correios, para os pequenos e médios empresários paranaenses que buscam oportunidades de negócios no país.

À tarde, o secretário Virgílio Moreira Filho segue em reunião no Ministério de Integração e o Banco de Comércio Exterior da Venezuela. Para a sexta-feira, está programada visita à Câmara de Comércio e Indústria Venezolano-Brasilera e com a Câmara Venezuelana de Distribuidores de Peças, Maquinários e Equipamentos Agrícolas.