O líder do PDT na Câmara, Miro Teixeira (PDT-RJ), vai pedir ao presidente Arlindo Chinaglia (PT-SP), na reunião dos líderes partidários marcada para amanhã, às 10 horas, que a casa requisite o inquérito da Operação Navalha da Polícia Federal. "Em qualquer lugar do mundo, o parlamento é interessado em saber o que acontece com seus membros.

Isso pela respeitabilidade da instituição", afirmou.

Miro afirmou que é importante que a Câmara saiba se há ou não participação da comissão de orçamento e quais denúncias são verdadeiras. Para isso,explicou o deputado, é necessário ter o inquérito. O líder afirmou que a questão de sigilo não pode ser desculpara para que a Câmara analise o inquérito. "O sigilo existe para proteger o cidadão de bem e a sociedade. Não existe para proteger bandido, nem existe para proteger dados de crime", disse. Há cerca de três semanas, o líder pediu a Chinaglia que requisitasse o inquérito da Operação Furacão mas ainda não obteve resposta.