O Pronto-Socorro do Hospital e Maternidade de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curi­tiba, deve fechar as portas e suspender o atendimento. A
crise financeira foi agravada por uma determinação da Secretaria Estado da Saúde (Sesa), que limitou o paga­mento mensal das autoriza­ções de internação hospita­lar (AIHs) em R$ 218 mil.

Aliado a isso, um convênio com a Prefeitura do municí­pio para o repasse de R$ 60 mil deve se encerrar em pouco mais de trinta dias. A unidade de saúde aten­de uma média de 3,8 mil pa­cientes por mês – do total de 4,5 mil pessoas que passam pelo hospital, entre atendi­mentos e internações (leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná).