O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, condenou o regime do presidente Venezuelano, Nicolás Maduro, e sinalizou novas sanções contra seu governo, falando em uma igreja em uma comunidade de venezuelanos em Miami.

“Não vamos ficar observando enquanto a Venezuela desmorona”, disse Pence a um entusiasmado público na igreja de Nossa Senhora de Guadalupe. “Vamos continuar a agir até que Maduro realize eleições livres e justas, solte todos os prisioneiros políticos e acabe com a repressão do povo venezuelano”.

Pence disse que seu país “já emitiu três rodadas de sanções contra Maduro e seu círculo interno. E mais estão por vir”. Pence, que acaba de voltar de uma viagem pelos países da América Latina, não deu detalhes de quais medidas adicionais o governo planeja impor a Maduro.

Antes de discursar, Pence se encontrou privadamente com membros da comunidade venezuelana, incluindo ex-prefeitos e juízes e prefeitos que fugiram da repressão do país vizinho.

O senador americano Marco Rubio (republicano pela Flórida), que falou antes de Pence no evento na igreja, tem sido crítico da situação na Venezuela. Ele tem condenado Maduro frequentemente e pressionou por novas sanções contra autoridades venezuelanas.

Já o senador democrata Jose Javier Rodriguez, também pela Flórida, apresentou um projeto de lei no começo do mês que proibiria o Conselho Administrativo Estadual da Flórida de investir em qualquer companhia que faça negócios com o governo de Maduro. Fonte: Dow Jones Newswires.