Um tribunal de Istambul anulou o polêmico projeto de reforma urbanística da Praça Taksim, que originou a onda de protestos contra o primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan. O projeto previa a reconstrução de um antigo quartel otomano na praça do parque.

O advogado, Can Atalay, disse que a decisão do Tribunal não é final e que pode haver pedido de recurso para a Primeira Corte Administrativa da Turquia. O advogado entrou com a ação contra os planos em nome de uma câmara de arquitetos. Fonte: Dow Jones Newswires.